sexta-feira, 27 de novembro de 2009

This Mortal Coil

Os This Mortal Coil, foram um projecto criado por um dos fundadores da 4AD, Ivo Watts-Russell, e pelo produtor John Fryer, em que os músicos alternavam em cada álbum. O nome do projecto foi retirado de Hamlet:
"What dreams may come,
When we have shuffled off this mortal coil,
Must give us pause".

O primeiro trabalho da banda foi um EP de 1983, «Sixteen Days/Gathering Dust», em que participaram Elizabeth Fraser, dos Cocteau Twins, e Gordon Sharp, dos Cindytalk. O EP continha uma versão do tema "Song to the Siren", de Tim Buckley.

O primeiro álbum, «It'll End in Tears», é lançado em 1984, com as participações, para além de Lisa Gerrard e Gordon Sharp, de Robin Guthrie e Simon Raymonde dos Cocteau Twins, Steven e Martyn Young dos Colourbox, Brendan Perry dos Dead Can Dance, Mark Cox dos Wolfgang Press, Robbie Grey dos Modern English e Howard Devoto dos Buzzcocks e Magazine.

O álbum seguinte, um duplo álbum, «Filigree & Shadow», de 1986, aqui já em formato alargado para álbum duplo.A estrutura e conceito mantêm-se (versões intercaladas com temas originais), mas dá-se um pouco mais de ênfase aos arranjos - em grande parte graças a Martin McCarrick - e aos temas originais. Nas versões há temas mais familiares e outros mais rebuscados (os gostos de Ivo são assim), indo de Tim Buckley, Talking Heads ou Van Morrison, a Pearls Before Swine e Gary Ogan & Bill Lamb.
Destaque para as vozes estreantes no projecto: Dominic Appleton (Breathless), as irmãs Deidre e Louise Rutkowski, Alison Limerick, que mais tarde ficaria conhecida no campo da música de dança (!), e o francês Richenel (que aqui canta inglês).

O álbum final, Blood, de 1991, é um trabalho idêntico ao anterior, em que parte dos temas são instrumentais, mas diferencia-se dos anteriores, sendo menos melancólico e conceitual. Encontram-se aqui temas de ídolos de Ivo, tais como Syd Barrett, The Byrds, Spirit ou Chris Bell (Big Star), ou de artistas contemporâneos, tais como The Apartments, Pieter Nooten & Michael Brook (ambos editaram pela 4AD) ou Mary Margaret O'Hara.
Para as vozes foram convidados Caroline Crawley, dos Shelleyan Orphan, Kim Deal e Tanya Donelly, dos Breeders e Heidi Berry. Neste último trabalho, para além de temas originais, são incluídas versões de Chris Bell, Rain Parade, Spirit, Syd Barrett e Rodney Crowell.

Discografia:

«Sixteen Days/Gathering Dust» EP (1983)
«Kangaroo/It'll end in tears» EP (1984)
«It'll End in Tears» (1984)
«Filigree & Shadow» (1986)
«Blood» (1991)
«1983-1991» (1993)



Fonte: Blog do Puto, 4AD., Blog The PostPunk 80's Underground, Blog Music To Play In Dark, Blog Lossless World

Sem comentários:

Enviar um comentário