quinta-feira, 31 de março de 2011

Dueto Adrian Borland e I.V. Webb

O GRANDE Adrian Borland (The Sound) num dueto com I.V. Webb, musica "When Can I Be Me" do álbum «Cinematic» de 1995.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Dueto Blixa Bargeld e Meret Becker

Musica"Stella Maris" do álbum «Ende Neu» («Ending New») de 1996 dos Einstürzende Neubauten. Dueto entre Blixa Bargeld e a cantora Meret Becker, na altura casada com Alexander Hacke.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Christabel Dreams

Roma, Itália.

(2005 - Presente)

Membros:

Christian Gatti (voz),
Federico Viola (guitarra),
Emma Viola (baixo e programação),
Andrea Cruciani (bateria).

O primeiro trabalho desta banda, «Christabel Dreams» foi lançado em 2007, quatro musicas que mostravam claramente as influências New Wave e Gótica dos 80's.
Durante esse ano ainda a banda participou num concerto em Roma que foi responsável para o reconhecimento da banda através de revistas e Webzines.
Em 2008 as musicas "Life That Never Was" e "Candlelight" foram incluídas em algumas compilações internacionais. Ao nível de concertos ao vivo, fizeram a 1ª parte de bandas como Cinema Strange e Red Zebra. Em 2009 partilharam o palco com bandas bastante conhecidas como The Frozen Autumn e Sex Gang Children's.

Discografia:

«Christabel Dreams», CD, Christabel Dreams Self-released, 2007
«The Broken Toy», (CD, EP), Christabel Dreams Self-released, 2009



Fonte: Discogs, Blog Imaginary Dark

segunda-feira, 21 de março de 2011

Frank (Just Frank)

Paris, França.

Membros:

Chris (Anthem),
Kirti (KD).

Chris é de New Jersey e Kirti de Nice, conheceram-se numa Escola Internacional na Riviera Francesa. Numa entrevista dada pelos FJF à Fact Magazine, Kirti falou um bocado a sua musica e a banda.

“We met in school in the south of France as young teenagers, and bonded over a shared interest in what we considered ‘extreme music’. It started with simple rock and metal bands, but rapidly turned towards death and black metal, of which there was a strong scene in the area where we grew up, and in parallel also post-punk and 80s pop. I think the blending of these two currents led us to Frank (Just Frank); we thought there was an almost visceral energy in post-punk which resonated well with the musical approach of extreme metal bands. Frank (Just Frank) basically just started with the intention of playing dreamy post-punk inspired by Depeche Mode and The Cure, but with a ‘no compromise’ approach borrowed from underground metal.
‘Brutal wave’ was coined for the reasons I’ve just outlined: ‘brutal’ is a prefix derived from the metal vocabulary, one used to describe the sound of bands putting a bigger emphasis on the the ‘extreme’ aspect of their sound – hence metal fans will make a difference between death metal / black metal / grindcore and brutal death / brutal grind. This jargon, and an understanding of the musical nuances it described, was like second nature to us when we grew up: the fact that Deicide was death metal as opposed to Cannibal Corpse which was brutal death, was the kind of self-evident fact that we based our early musical knowledge on. Since we were trying, with Frank (Just Frank), to play post-punk (i.e. ‘wave’ music) with this underground metal edge, the term ‘brutal wave’ came very naturally.”

Discografia:

«The Brutal Wave», (CD, Album), Wierd Records, 2010
«Split» - Frank (just Frank) / Soviet Soviet, (12"), Mannequin, 2010


Fonte: Site Stereogum, Blog ZomeSounds

quinta-feira, 17 de março de 2011

Dueto Andi Sex Gang & Marc Almond

Andi Sex Gang vocalista dos Sex Gang Children e Marc Almond vocalista dos Soft Cell.
Musica "Hungry Years" presente na compilação «Gothic Rock 3 - Black On Black» de 1998.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Dueto Bryan Ferry e Antony Hegarty

Musica "Lowlands Low" do álbum «Rogue's Gallery: Pirate Ballads, Sea Songs, and Chanteys» de 2006.


domingo, 6 de março de 2011

Leningrad Sandwich

Alemanha

Membros:

Dimitri Hegemann/Dimitri Leningrad (baixista),
Piers Headley (teclista, baixo),
Annie Lloyd (voz),
Charles Lees (bateria),
Pilot Leon Neon (guitarra).

Ex -membros:

Mike Leningrad (voz no 1º álbum),
Johnny Leningrad (guitarra no 1º álbum),
Charlie Honkong (bateria no 1º álbum).

Discografia:

«Go East», (LP, Album), Up Records, 1980
«Heat», (LP, Album), Good Noise, 1982
«Steps», (LP, Album), Good Noise, 1983
«Priests And Petrol», (12", Album), Good Noise, 1985



Fonte: Blog Commercial Zone, Discogs

sexta-feira, 4 de março de 2011

The Breath Of Life

Bélgica

(1985 - presente)

Membros:

Isabelle Dekeyser (voz),
Benoît Sokay (baixo),
Didier Czepczyk (guitarra e programação), desde Abril de 2001,
Giovanni Bortolin (teclas e violino),
Marc Haerden (bateria), desde Agosto de 2006.

A sonoridade que conhecemos hoje começou em 1989, passado 4 anos com a saída do baterista original e os 4 elementos restantes Isabelle Dekeyser (voz), Philippe Mauroy (guitarra, teclas e programação), Giovanni Bortolin (teclas e violino) e Benoît Sokay (baixo) tomaram a decisão de começar a usar uma caixa de ritmos o que se traduziu numa mudança na sua musica. Em 2001 Philippe Mauroy deixou a banda e foi substituído por um amigo, Didier Czepczyk.
No seu 20º aniversário em 2005 para além da participação num festival no Luxemburgo juntamente com os And Also the Trees, Clan of Xymox entre outros, assinaram com a editora berlinense, Dark Wings. O seu 6º álbum saiu assim em Maio desse ano intitulado «Everlasting Souls».

Discografia:

«The Breath Of Life», (Cass, Album), Not On Label, 1990
«Painful Insanity», (CD, Album), Big Bang Records, 1992
«Taste of Sorrow», (CD, Album), Hall Of Sermon, 1994
«Lost Children», (CD, Album), Hall Of Sermon, 1995
«Sweet Party», (CD, Album), Hall Of Sermon, 1998
«Silver Drops», (CD, Album, Promo), Hall Of Sermon, 2000
«Everlasting Souls», (CD, Album), Dark Wings,2005



Fonte: Site Oficial, Blog Imaginary Dark, Discogs