sexta-feira, 1 de abril de 2011

Soror Dolorosa

Toulouse, França.

Membros:

Hervé Carles - baixo,(ex Funeraell),
Frank Ligabue - guitarra - até 2003,(ex Funeraell),
Christophe Guenot - voz, (ex Funeraell),
Andy Julia - bateria, (Nuit Noire, Mutiilation, Peste Noire, Celestia, Darvulia, Fornication)
Emey - guitarra - apartir de 2003 (ex Contrast, Unscarred).

Formados em 2001, Herve escolheu o nome da banda de um romance intitulado Bruges-la-Morte de 1892, do escritor Flamengo Georges Rodenbach. “Soror Dolorosa” significa “Irmã cheia de pena (em dor)” em Latim.
Em 2003 gravou uma demo que não chegaram a lançar pois o alinhamento do banda mudou com a chegada de Emey (ex Contrast, Unscarred ...) que substituiu Frank na guitarra.
Gravaram uma nova demo em 2005 que não foi publicada também pois depois de alguns concertos separaram-se em 2005.
Em Agosto de 2007 voltaram com um novo alinhamento na banda, (alinhamento actual). Um mês depois, baseando-se nas musicas escritas pelo baixista Charles Herve, a banda gravou a 3ª demo não publicada que claramente tinha influências de grupos como Christian Death, Bauhaus, e The Sisters of Mercy.
A partir desta altura a banda conseguiu uma nova identidade e as musicas passaram a ser escritas por 4 elementos da banda.
O EP com 6 faixas, «Severance» foi lançado em 2009 pela Todestrieb Records. Ao mesmo tempo e através da ajuda de Neige (Amesoeurs, Alcest), a banda entrou em contacto com a Northern Silence Productions através da qual editaram através da sua sub-editora, Beneath Grey Skies, o álbum «Blind Scenes » de 2011.
Pelas palavras da banda: "The album is quite cold, with misty blue moods. 'Blind Scenes' would rather be perceived as scenes unseen, that is to say, out of time and out of the real world. As a state of grace overshadowed by the inevitability of everyday life. The lyrics are heartfelt and talk about regrets, coldness, alcohol abuse, as well as forfeiture, but mostly nostalgia, hence the blue color of the music."
Soror Dolorosa aparece hoje como uma banda com claras influência dos anos 80. Andy, o baterista, está marcado pelo Black Metal e Metal em geral mas também gosta de Human League, Fields of the Nephilim ou dos últimos álbuns dos Ulver's. Herve é um grande fã dos Cure, Depeche Mode e Christian Death. As suas musicas claramente vão na direcção do Gothic/Death Rock e Cold Wave.

Discografia:

«Severance», Todestrieb Records, 2009
«Blind Scenes», Beneath Grey Skies, 2011



Fonte: Site Northern-Silence Produtions, Blog Urban Disease, Blog We Love Music

Sem comentários:

Enviar um comentário