sábado, 31 de outubro de 2009

Happy Halloween 2009

Festas de Halloween, no Metropolis, e no Santiago Alquimista !

31 de Outubro, o Santiago Alquimista, junto ao Castelo de S. Jorge, prepara-se para receber uma noite arrepiante... A maior Festa das Bruxas de Lisboa vai fazer-se com todas as criaturas do Inferno: vampiros, duendes, fantasmas, goblins e fadas más que prometem assombrar a Costa do Castelo.

Neste sabat de bruxedo, vamos festejar à grande com CONCERTOS - ouviremos os uivos dos F.E.V.E.R., sussurros malévolos dos Million Dollar Lips e ainda gritos assustadores dos Badlovers e Hysteria Iberika - muito BAILE - pela mão do live act de Woman in Panic e o pé do DJ Serotonin - CINEMA e ainda as imagens de horror da VJ Psyberdoll.

Santiago Alquimista
Horário:Abertura de portas:21.30
Bilhetes:5€

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Baroque Bordello

Paris, França.
Weena Truscelli (voz),
Pap Griffiths (baixo),
Alain Frappier (guitarra),
Michael Rushton (bateria).
Formados em 1981, terminaram em 1988.

A sua discografia resume-se a 1 Maxi Single de 1984, um LP de 1985 e um álbum de 1986. O 1º Maxi, «Today» foi produzido pelo Lol Tolhurst, membro e fundador dos The Cure. Em 2004 foi lançado um álbum que reúne toda a discografia dos Baroque Bordello, «83-86».

Fonte:Wikipedia, Blog Systems Of Romance, Blog Little Safe World, Blog Totally Wired

Discografia:

«Today» (1984) Maxi
«Via»«Via» (1985) LP
«Paranoïac songs» (1986) LP
«83-86» + Regards» (2004) CD



Myspace

The Rocky Horror Picture Show

Ontem na Cinemateca, simplesmente genial...

Ciclo 'ERAM OS ANOS 70 (conclusão)'

THE ROCKY HORROR PICTURE SHOW
Festival Rock de Horror
De Jim Sharman
Grã-Bretanha/EUA, 1975 - 100 min.

Cinema popular. O filme mais “culto” de todos os tempos, pois nunca saiu de cartaz desde que foi lançado em 1975. Baseado numa peça musical de Richard O’Brien (que faz no filme o papel do mordomo Riff-Raff, isto é “ralé”), THE ROCKY HORROR PICTURE SHOW é um filme repleto de alusões e citações (de King Kong a Richard Nixon, de Miguel Ângelo ao cinema de horror) e conta a história de uma libertação: dois jovens “caretas” recém-casados entram numa mansão onde reina um travesti e onde o que menos falta são o sexo e as drogas. Primeiro ficam horrorizados, depois rendem-se. Um filme divertidíssimo e inteligente (a reviravolta conservadora que teria lugar nos anos 80 está prevista no desenlace), com desempenhos excepcionais dos actores e canções inesquecíveis. Para fechar com chave de ouro o Ciclo “Eram os Anos 70”.
Fonte: Cinemateca

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Dueto de Morrissey e Siouxie

Música que faz parte do single «Interlude» creditado no nome de Morrisey and Siouxie de 1994. Foi gravada durante a gravação do álbum «Vauxhall and I» de Morrisey. Foi produzido pelo guitarrista e director musical de Morrisey, Boz Boorer.
Esta musica é de um filme com o mesmo nome de 1968 e na altura, foi cantada por Timi Yuro.

Single «Interlude» - Morrissey e Siouxsie (1994)



Biografia e Discografia Siouxsie and The Banshees

Biografia e Discografia Morrisey

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Love Me - SWR

Musica do ultimo EP dos She Wants Revenge, «Up And Down» (2009)

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Mixtape 8 - Blog "Não Digo Nada!"

KNOW PLEASURES: Uma colecção de covers dos Joy Division.

Side A

01 - Nordloef - Love Will Tear Us Apart
02 - Worm Is Green - Love Will Tear Us Apart
03 - Kings of Convenience - The Eternal
04 - Xiu Xiu - Ceremony
05 - The Raveonettes - She's Lost Control
06 - Low - Transmission
07 - Kendra Smith - Heart And Soul
08 - The Twilight Sad - Twenty Four Hours

Side B

09 - Nine Inch Nails - Dead Souls
10 - Moonspell - Love Will Tear Us Apart
11 - Radiohead - Ceremony
12 - The Killers - Shadowplay
13 - Massive Attack - New Dawn Fades
14 - U2 (with The Arcade Fire) - Love Will Tear Us Apart
15 - José González - Love Will Tear Us Apart
16 - Hot Chip - Transmission


Excelente recolha de covers dos Joy Divison. Grupos muito diversificados, vale a pena ouvirem!

Fica mais uma cover da "Love Will Tear Us Apart" que gosto bastante:



Podem encontrar esta ultima cover na compilação «A Means To An End - The Music Of Joy Division»

Já agora dou a sugestão de espreitarem as outras Mixtapes do blog Não digo nada!, estão muito boas!
Obrigado M.

sábado, 24 de outubro de 2009

This Immortal Coil

Um projecto de tributo aos Coil.
This Immortal Coil são:
Yaël Naim, Bonnie Prince Billy, Yann Tiersen, Matt Elliott, DAAU, Chapelier Fou, Sylvain Chauveau, Christine Ott, Oktopus, Nightwood, David Donatien e Nicolas Jorio.

"On November the thirteenth 2004, Jhonn Balance passed away, He was, along with Peter Christopherson, the founding member of the band Coil. His brutal death marked the end of over twenty years of activism and musical genius. I have then decided to work on a project that would pay tribute to them.

I didn't want another compilation that would pile up pieces, without any link. My wish was to transpose this unique musical mood to another one, more classical and more accessible to everyone. The whole idea was to pay tribute to the music for what was beyond it, just the way Coil underlined it: "Coil is more than music".

I got my inspiration from the project This Mortal Coil, started in the eighties by the English label 4AD. Its label manager had then grouped some of its own artists together in order to play some standards of rock and pop music. Most of those who participated in this work hardly knew Coil. My purpose wasn't to go towards those artists who had a conscious connection with the music of the group, let alone musicians who claimed to be the heirs to this seminal work. My aim was to play with the discovery and take Coil's pieces towards new interpretations, rid of all influences.
The respect and the admiration that I have for Coil's work led me to surround myself with talented artists also admired for their brilliant writing. I needed strong personalities who would show a maybe unconscious will to put all their soul, with great humility and maturity, in their participation. The interpretation of Bonnie Prince Billy being certainly the most poignant testimony.

Each artist that was hired for this project was utterly fascinated by the depth of the repertory. They have all been motivated and glad to bring their know how and share it with the others.
Members of DAAU from Anvers, the virtuoso Christine Ott, Yann Tiersen and Matt Elliott have lived productive, strong and passionate meetings, which made Yann Tiersen offer Matt Elliott to participate to his new album Dust Lane. To finish and in order to strenghten this team spirit, the whole album was mixed by Oktopus (Dälek) who knew better than anyone how to put each member of the project's contribution forward.
Peter Christopherson, who since has gone back to working on his first two groups Throbbing Gristle and P.TV, has written about the titles of This Immortal Coil: "I LOVE THEM. It is the first time somebody with musical sensibility and talent has put so much time and effort into covering Coil songs. It totally passes my "hairs on the back of your neck standing up" test for the whole running time of the album. I was awe-struck."

After four years spent managing this project, I could not ask for more."

Stéphane Grégoire

«The Dark Age Of Love» 2009




Coil Biografia

Coil Discografia

Fonte: This Immortal Coil - Myspace, Blog No a Todo, Allmusic

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

"Never Let Me Down Again" por Sylvain Chauveau

Versão da musica dos Depeche Mode, "Never Let Me Down Again", por Sylvain Chauveau. Do álbum, «Down to the bone» [An Acoustic Tribute to Depeche Mode](DSA, 2005, reeditado Nature Bliss, 2007)

Sylvain Chauveau

Sylvain Chauveau nasceu em Bayonne, França, em 1971. Vive actualmente em Bruxelas.
Desde 1998 compõe musica com base no piano. Fez algumas bandas sonoras para filmes, como para o filme "Nuage" (que passou no festival de Locarno, 2007) de Sébastien Betbeder e "Feathers in my head" (2004) de Thomas de Thier. Também fez composições para coreógrafos como Pierre Rigal /Aurélien Bory e Serge Ricci. Assim como performances para escritores como Mark Z. Danielewski, Félicia Atkinson e Joris Lacoste.
Sylvain Chauveau entra em vários outros projectos. Na banda Arca com Joan Cambon, na banda 0 (diz-se zero) com Stéphane Garin, Joël Merah e Maitane Sebastian e na banda On com Steven Hess. Recentemente juntamente com Yaël Naim, Bonnie Prince Billy, Yann Tiersen, Matt Elliott, DAAU, Chapelier Fou Christine Ott, Oktopus, Nightwood, David Donatien e Nicolas Jorio no projecto This Immortal Coil, um tributo aos Coil.

Álbuns

«Le Livre noir du capitalisme» (Noise Museum, 2000, reeditado como «The Black Book of Capitalism», Type, 2008)
«Nocturne impalpable» (DSA, 2001)
«Un Autre Décembre» (130701/FatCat, 2003)
«Des Plumes dans la tête» (DSA, 2004), banda sonora original
«Down to the bone» [An Acoustic Tribute to Depeche Mode](DSA, 2005, reeditado Nature Bliss, 2007)
«S.» (Type, 2007)
«Nuage» (Type, 2007), original soundtrack
«Touching Down Lightly» (Creative Sources, 2009)

Outros projectos:

This Immortal Coil: «The Dark Age Of Love» (2009)
Felicia Atkinson and Sylvain Chauveau «Roman Anglais» (2008)



Myspace

Fonte: Site Oficial, Blog Sound Wacthing, Heavenly Houseboat Blues, Blog Amor Louco

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Dueto P.J. Harvey e Thom Yorke

Dueto com Thom Yorke, faixa "This Mess We're In" do álbum da P.J.Harvey «Stories from the City» de 2000. Neste álbum, Thom Yorke entra também nas teclas e voz nas músicas "One Line"e "Beautiful Feeling".

P. J. Harvey

Polly Jean Harvey (Dorset, Inglaterra, 9 de Outubro de 1969)

PJ baseia seu trabalho em criar contos fictícios sobre os mais variados temas, sempre prezando por explorar atmosferas densas, que vão desde canções lo-fi, ásperas e pesadas, até climas lúgubres, obscuros e delicados como em seu último trabalho, o álbum White Chalk de 2007. Polly declara que seu maior objectivo é sempre não se repetir e produzir trabalhos antónimos a seus antecessores.

No início da sua carreia, Polly Jean formava um trio com o baterista Rob Ellis e o baixista Steve Vaughn. O conjunto, porém, levava o nome da vocalista, pois segundo Polly, era evidente que seria mais um projecto temporário do que uma banda. Seu álbum de estreia, Dry, de 1992 rendeu a cantora popularidade no Reino Unido. Naquela época, PJ explorou temas intrínsecos a sexualidade feminina e ganhou notoriedade aos 21 anos ao retratar com maturidade e sinceridade temas complexos de forma crua e directa.

Em 1993, o trio lança o álbum Rid Of Me, um dos mais importantes e influentes trabalhos da carreira da cantora. Com uma atmosfera pesada e canções agressivas, sobre possessão, loucura e vários temas de comportamentos humanos extremos, Polly diz que tinha em mente fazer um trabalho para definitivamente dizer não a quaisquer moldes em que deveria se encaixar na indústria fonográfica.

Discografia

«Dry»,(1992)
«Rid of Me», (1993)
«To Bring You My Love», (1995)
«Is This Desire?», (1998)
«Stories from the City, Stories from the Sea», (2000)
«Uh Huh Her», (2004)
«White Chalk», (2007)

PJ Harvey e John Paris, «A Woman a Man Walked By», (2009)

Fonte: Wikipedia, Blog Indi E. Geste



Site Oficial

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Rise and Fall of a Decade

Paris, Ile-de-France, França.

Banda fundada em 1988.

Membros:
Thierry Sintoni,
Pierre-françois Maurin-malet (morreu em 2007),
Sandy Casado.

Discografia

Love it or leave it (2008)
Forget the twentieth century - Re-release (2008)
Rise and Fall of a Decade - Re-Release (2008)
Yesterday, Today & Tomorrow - Russian Compilation (2007)
You or Sidney - Re-Release (2007)
Noisy but empty - Re-Release (2007)
Rise and Fall of a Decade - Re-Release (1995)
Forget the twentieth century (1997)
Rise and Fall of a Decade - Re-Release (1995)
Mistake (1995)
Ubu Reine (1995)
You or Sidney (1994)
Noisy but empty (1992)
An evening with Bernard (1991)
Rise and Fall of a Decade (1990)

Fonte: Site Oficial, Blog Musistenz, Blog Different Illusion, Blog Reipidcher



Myspace

terça-feira, 20 de outubro de 2009

«Pare, Escute, Olhe»

«Pare, Escute, Olhe»

Jorge Pelicano

Portugal, 2009, 105’

Dezembro de 1991
Uma decisão política encerra metade da linha ferroviária do Tua, entre Bragança e Mirandela. 15 anos depois, essa sentença amputou o rumo do desenvolvimento, acentuou as assimetrias entre o litoral e o interior de Portugal. Agora, o comboio é ameaçado por uma barragem. Pare, Escute, Olhe é uma viagem através de um Portugal esquecido, vítima de promessas políticas oportunistas.



Muito bom! Todo o tipo de sentimentos me atingiram durante a sessão: Alegria, tristeza, revolta, solidão, amor, saudade...Estive a maior parte do tempo com lágrimas nos olhos, o que não é normal! Vão ver se passar no cinema! :)

Les Plages d'Agnes

Um documentário fantástico sobre a vida de uma mulher excepcional.



Wikipedia

Esteve ontem presente na cinemateca e foi uma noite a não esquecer, poder ouvi-la falar da sua vida e obra. Está hoje no Porto na Fundação de Serralves.

domingo, 18 de outubro de 2009

Do You Remember The First Time?

Do álbum «His 'n' Hers» de 1994, da fantástica banda de Jarvis Cocker, os Pulp. Um dos melhores álbuns Britpop de sempre, quarto álbum da banda.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Dueto Tricky e PJ Harvey

Música "Broken Homes" do álbum de Tricky, «Angels with Dirty Faces» de (1998). Simplesmente fantástica com dois excelentes músicos.

Tricky

Adrian Nicholas M. Thaws mais conhecido como Tricky (27 de Janeiro de 1968). Como produtor e músico, é conhecido por um som obscuro, rico em camadas e um sussurro sprechgesang, estilo lírico. Culturalmente, o artista incentiva uma música rock, particularmente na sua fusão musical de rock e hip hop.O seu álbum de estreia, «Maxinquaye», foi indicado para o Mercury Prize e votado "Álbum do Ano" pela revista NME.

Discografia (Álbuns)

Maxinquaye (1995)
Nearly God (1996)
Pre-Millennium Tension (1996)
Angels with Dirty Faces (1998)
Juxtapose (1999)
Blowback (2001)
Vulnerable (2003)
Knowle West Boy (2008)


terça-feira, 13 de outubro de 2009

Last Night I Dreamt That Somebody Love Me...



Música do último álbum inédito dos The Smiths, «Strangeways, Here We Come». Lançado em 1987, teve bastante sucesso com as músicas: "Girlfriend in a Coma", "Last Night I Dreamt That Somebody Love Me" e "Stop Me If You Think You´re Hearded This One Before".

Biografia e Discografia The Smiths

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Patrick Wolf

Patrick Denis, nasceu a 30 de Junho de 1983 em Inglaterra. Patrick usa vários instrumentos na sua musica, como o Piano e o violino. É conhecido por combinar samplers e instrumentos clássicos.

Discografia, Álbuns:

«Lycanthropy» 2003 (Faith and Industry / Tomlab)
«Wind in the Wires» 2005 (Tomlab)
«The Magic Position» 2007 (Loog Records)
«The Bachelor» 2009 (Bloody Chamber Music)

Será lançado em 2010 o album «The Conqueror» (Bloody Chamber Music).



Fonte: Site Oficial, Site Noiset

Myspace

sábado, 10 de outubro de 2009

The Chameleons

Formaram-se em 1981, Manchester, Inglaterra.
Membros:
Mark Burgess (voz e baixo),
Reg Smithies (guitarra),
Dave Fielding (guitarra),
John Lever (bateria).

Com um estilo post-punk um pouco diferente das bandas da sua época, os The Chameleons também tinham alguma influência do chamado rock electrónico da década de 80.

Foi em 1983 que lançaram o seu primeiro álbum de estúdio intitulado «Script of the Bridge» , que acabou por não ter grande sucesso em termos de vendas. Apesar disso este álbum é elogiado pela crítica musical e por muitos fãs dos Chameleons, é considerado um verdadeiro clássico. Deste álbum destaque para as faixas "Dont Fall", "Here Today", "Monkeyland", "Second Skin" e "Up the Down Escalator".
«What Does Anything Mean ? Basically» foi o segundo álbum da banda lançado em 1985. Neste álbum os The Chameleons usaram a mesma fórmula do seu primeiro álbum, e os destaques vão para as faixas "Silence", "Sea and Sky", "Perfume Garden", "On The Beach" e "Nostalgia" , tendo recebido excelentes críticas.

Em 1986 viria o terceiro álbum de originais da banda. Aquele que podemos chamar uma verdadeira obra-prima chamada «Strange Times». Desde "Caution" , passando por "Soul in Isolation" , e acabando em "Tomorrow Never Knows". (Está simplesmente genial!)

Em 1986 os The Chameleons terminam, após a morte do seu manager Tony Fletcher.

De 1986 a 2001, os membros da banda seguem projectos a solo: Burgess e Lever com os Sun and the Moon, e Smithies e Fielding nos The Reegs. Neste período de quinze anos, apenas são editados álbuns de concertos ao vivo.
Em 2001, reúnem-se e lançam um novo álbum de originais, Why Call It Anything ?. Até 2002, ano em que de novo se separam, efectuam diversos concertos pela Europa e Estados Unidos.



Discografia:
«Script of the Bridge» (1983)
«What Does Anything Mean? Basically» (1985)
«Strange Times» (1986)
«Strip» (2000)
«Why Call It Anything?» (2001)
«This Never Ending Now» (2002)

Fonte: Wikipedia, Blog Best Kept Secrets

Música "Tears" - Versão acústica

Site Oficial

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Dueto Nick Cave e Anita Lane

" I Love You Nor Do I", música do álbum «Dirty Pearl» de 1993.

Anita Lane

Originária de Melbourne, Austrália, veio para a Europa com os Birthday Party. Escreveu juntamente com Nick Cave 3 musicas dos Birthday Party "Dead Song", "Kiss Me Black" e "Dead Joe".
Lane é muitas vezes considerada como um dos membros fundadores dos Bad Seeds. Ajudou a escrever algumas faixas dos álbuns “From Her To Eternity” e “Stranger Than Kindness” do Nick Cave and The Bad Seeds. Apesar disso a unica actuação deles juntos é a versão de Bob Dylan "Death Is Not The End" no album «Murder Ballads».
Anita Lane tem mantido um bom relacionamento com os restantes membros dos Bad Seeds e já colaborou em diversos trabalhos de Barry Adamson, Mick Harvey e os Einsturzende Neubaten (de Blixa Bargeld).

Discografia

«These Boots Are Made For Walking», (CD, Maxi), Mute Records Ltd. 1991
«Dirty Pearl» (Album), Mute Records Ltd. 1993
«Intoxicated Man» (CD, Album), Mute Records Ltd., Disques Vogue 1995
«Harley Davidson» (CD, Maxi), Mute Records Ltd., 1996
«Sex O'Clock» (CD, Album, Dig), Mute Records Ltd., 2001
«The Next Man That I See» (CD, Maxi), Mute Records Ltd., 2001
«Do That Thing» (CD, Enh, Dig), Mute Records Ltd., 2002

Trabalhos e projectos onde participou: Wikipedia - Anita Lane



Fonte: Site Oficial Anita Lane, Blog Stupid and Contagious

Dueto Nick Cave e Kylie Minogue (com The Pogues)

"Death Is Not The End", original de Bob Dylan. Ultima musica do álbum «Murder Ballads», de Nick Cave and the Bad Seeds de 1996. Na versão do álbum cantam com Cave, Anita Lane, Kylie Minogue, PJ Harvey, Shane McGowan e dois membros dos Bad Seeds, o baterista Thomas Wydler e o guitarrista Blixa Bargeld. Neste fantástico álbum todas as musica são narrativas sobre assassinatos mais ou menos passionais. Dois duetos fizeram sucesso deste álbum. "Henry Lee" com P.J. Harvey e "Where the Wild Roses Grow" com Kylie Minogue.
Fonte: Wikipedia




Nick Cave Discografia

Obrigado P.G. pela sugestão!

terça-feira, 6 de outubro de 2009

10ª Festa Cinema Francês

Em 2009 vai ser assim:


Secção principal / Primeiros Filmes, Grandes Obras / César da Festa / Homenagem a Agnès Varda / Festinha / Carta Branca a João Garção Borges / Retrospectiva Jeanne Balibar

Dois concertos:
Jane Birkin dia 8 no Centro Cultural de Belém em Lisboa / Moriarty dia 9 no Instituto Franco-Português.

E ainda:
Exposição de Renaud Monfourny / Masterclasses / Programação de longas e curtas-metragens na RTP2
/ Cinema de animação nas lojas FNAC / Prémio do público.

A Festa vai-se realizar em Lisboa, Porto, Coimbra, Almada, Guimarães e Faro. Em Lisboa é de 07 a 19 de Outubro. Em Lisboa as sessões são no Cinema São Jorge e Instituto Franco-Português e a partir do dia 19 de Outubro na Cinemateca.

Agnès Varda, de 81 anos, é a realizadora convidada da sessão de abertura da festa, em Lisboa, no dia 7 de Outubro, no Cinema São Jorge. (Já está esgotada a sessão mas podem vê-la depois dia 19 de Outubro na Cinemateca. Vou às 2 sessões! :) Na ocasião, será dado início a um ciclo com todas as suas curtas-metragens e a uma retrospectiva de longas-metragens, na Cinemateca Portuguesa. Esta retrospectiva vai ter lugar apatir do dia 19 de Outubro.
Outros realizadores estarão presentes nas várias sessões da Festa do Cinema Francês, como Agnès Jaoui, Jan Kounen, Jean-Paul Lilienfeld, Rémi Bezançon, Josiane Balasko e Ilan Duran-Cohen.

Para mim, é dos melhores festivais de cinema. Muitos destes filmes não vão passar no circuito comercial, recomendo a irem ver algumas sessões. Eu lá estarei todas as noites no São Jorge! :)

Site Festa Cinema Francês

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

The Glove

The Glove foi um grupo formado em 1983 ,por Robert Smith dos The Cure e Steve Severin da banda Siouxsie & the Banshees.
Robert Smith nesta altura participava como guitarrista nos Siouxsie & the Banshees. Largou a banda em 1984, devido a desentendimentos com a Siouxsie.
O projecto The Glove, para além de Smith e Severin, era também composto pela vocalista Jeanette Landray, o baterista Andy Anderson que viria a juntar-se aos The Cure, e o teclista Martin McCarrick que viria a juntar-se à banda Siouxsie & the Banshees. O único álbum editado por eles chama-se «Blue Sunshine».
Foi reeditado em 2006 com um segundo cd com as músicas destas vez interpretadas por Robert Smith.



Siouxsie and the Banshees Discografia

The Cure Discografia

Fonte: Wikipedia, Blog Amor Louco, Blog Jardim dos Anjos Esquecidos, Blog Soundtracks and More

sábado, 3 de outubro de 2009

Halloween Party, Metropolis
















Vai valer a pena ir ao Metropolis nesta noite. DJ convidado, Ronny Moorings, um dos fundadores dos Clan of Xymox.
Para quem não sabe onde é o Metropolis Club, fica em Lisboa, Picoas, Centro Comercial Imaviz.

Metropolis Club

Clan of Xymox

Clan of Xymox, também conhecido apenas como Xymox em várias partes de sua carreira, é uma banda de darkwave/gothic - rock. Fundada em Amesterdão, Holanda, em 1983 por Ronny Moorings, Pieter Nooten, e Anke Wolbert.
A EP Subsequent Pleasures foi auto-publicada com o nome Xymox, naquele tempo a banda tinha como membros Moorings na guitarra e vocais, sua namorada Anke Wolbert no baixo e vocais, e Pieter Nooten no teclado.
Tocaram em shows no Reino Unido com os Dead Can Dance de Brendan Perry e Lisa Gerrard e assinaram contrato com a 4AD Records.

O álbum de estreia foi intitulado com o nome «Clan of Xymox», foi lançado pela 4AD em 1985, e foi comparado com Joy Division e The Cure. Em 1986 eles lançaram seu segundo álbum, Medusa.

Cessaram o contrato com 4AD por volta de 1986 e Pieter Nooten saiu da banda. O nome Xymox foi novamente adoptado pela banda, que passou a trabalhar com uma editora subsidiária da Polygram, Wing Records. Em 1989 «Twist Of Shadows» foi o álbum que fez mais sucesso.
Quando a editora Wing recusou o lançamento do próximo álbum, «Metamorphosis» Wolbert saiu da banda. Mojca Zugna juntou-se então a Moorings como baixista (e designer das capas dos álbuns) e dois álbuns foram lançado pela gravadora independente Zok Records - «Metamorphosis» (1992) e «Headclouds» (1993).

Em 1997 novamente o nome Clan of Xymox é adoptado pela banda, e o álbum «Hidden Faces» foi lançado. A banda faz então grandes shows como participação especial em grandes festivais na Alemanha - Wave Gotik Treffen e Zillo - , onde dois singles de «Hidden Faces», "Out Of The Rain" e "This World" foram classificados no top 10 das listas mais independentes.
Mais dois novos álbuns («Creatures» 1999 e em 2001 «Notes From The Underground») seguiram-se, empregando guitarras e elementos electrónicos em um som gótico pesado, que ganhou uma nova geração de fans da subcultura gótica.

Discografia (Clan of Xymox e Xymox):

«Clan of Xymox» - 1985, 4AD, (CD Album)
«Medusa» – 1986, 4AD, (CD Album)
«Twist of Shadows» - 1989, Wing Records, (CD Album)
«Phoenix» - 1991, Wing Records, (CD Album)
«Subsequent Pleasures» – 1994, Pseudonym, (CD, Ltd. Edition)
«Metamorphosis» - 1992, Zok Records,(CD Album)
«Headclouds» - 1993, Zok Records,(CD Album)
«Hidden Faces»– 1997,Tess Records, (CD Album)
«Creatures»– 1999, Metropolis, (CD Album)
«Live»– 2000, Metropolis, (CD + CD Enhanced)
«Notes from the Underground»– 2001, Metropolis, (CD Album)
«Farewell»– 2003, Metropolis, (CD Album)
«Breaking Point»– 2006, Metropolis, (CD Album)
«Heroes» – 2007, Pandaimonium Records, (CD Album)
«In Love We Trust» – 2009, Pseudonym, (CD, Album)

Fonte: Wikipedia, Site Fotolog, Blog Musistenz

Os Clan of Xymox e Xymox têm imensos Singles, LP´s, EP's e entram em muitas compilações. Podem ver a discografia completa na Wikipedia - Clan of Xymox

Gosto mais dos primeiros álbuns deles mas isso é uma questão de gostos! Fica uma das minhas músicas preferidas, "In the City" do album «Twist of Shadows»



Site Oficial

Myspace

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Dueto da Hope Sandoval e The JMC

Ideia: Um dueto por semana sempre que possível!
Musica "Sometimes Always" do álbum «Stoned and Dethroned» de 1994. Para além da Hope Sandoval, este álbum conta com a participação de Shane MacGowan dos The Pogues em "God Help Me".

Jesus and Mary Chain

The Jesus and Mary Chain é uma banda de rock alternativo da Escócia, cujas músicas eram compostas pela dupla de irmãos Jim Reid e William Reid, formada em 1984 e que voltou aos palcos em 2007, após um período de oito anos.
A banda girava originalmente em torno dos irmãos Reid. Estes recrutaram o baixista Douglas Hart e o baterista Murray Dalglish para completarem a banda. Apesar da contratação de Murray Dalglish foi rapidamente substituído por Bobby Gillespie (que iria liderar o Primal Scream posteriormente). A banda gravou o single de estreia, "Upside Down", lançado em Outubro de 1984, pela Creation Records. Apesar de o single ter recebido elogios gerais da crítica da imprensa da música britânica, e do facto de a banda ser fanaticamente defendida pela NME, foram os shows ao vivo deles que lhes deram mais destaque.

Discografia dos Jesus and Mary Chain (álbuns)

«Psychocandy», 19985
«Darklands», 1987
«Barbed Wire Kisses», 1988, Colecção de b-sides e raridades
«Automatic», 1989
«Honey's Dead», 1992
«The Sound of Speed», 1993 Segunda colecção de b-sides e raridades
«Stoned & Dethroned», 1994
«Munki», 1998

Fonte, Compilações, Singles, Ep's: Wikipedia



JMC Myspace

Mazzy Star

Los Angeles, Califórnia.
Formada em 1989 das cinzas de uma banda chamada Opal.
Hope Sandoval ,voz
David Roback , guitarra
Jill Emery , baixo
Keith Mitchell , bateria
Suki Ewers, teclas
William Cooper, teclados e violino.

O guitarrista David Roback (do grupo Paisley Underground dos anos 1980 Rain Parade) e a baixista Kendra Smith (dos Dream Syndicate) foram os membros fundadores. Mais tarde, juntou-se-lhes Hope Sandoval, amiga de Smith, como a vocalista. Kendra Smith deixou a banda pouco depois.
Roback e Sandoval foram o núcleo criativo da banda, com Sandoval escrevendo a maioria das letras e Roback compondo a maioria da música. Embora a banda nunca se tenha separado oficialmente (está adormecida), Sandoval viria a formar a banda Hope Sandoval & the Warm Inventions e participar em gravações de Bert Jansch, The Jesus and Mary Chain, The Chemical Brothers e Death in Vegas.
A banda é muito conhecida pela canção "Fade Into You," que lhe trouxe algum sucesso nos meados dos anos 1990.

Discografia Mazzy Star e Hope Sandoval & the Warm Inventions

Mazzy Star:

«She Hangs Brightly», 1990, Capitol
«So Tonight That I Might See», 1993, Capitol
«Among My Swan», 1996, Capitol

Hope Sandoval & the Warm Inventions:

«At the Doorway Again», 2000
«Bavarian Fruit Bread», 2001 (Rough Trade)
«Through the Devil Softly», 2009 (Nettwerk)

Fonte: Wikipedia



Site Oficial